Avaliação da atividade antibacteriana do extrato etanólico de folhas e cascas de Eucalyptus globulus Labill. frente à Escherichia coli e Staphylococcus aureus
Capa BJHP V4N1
PDF

Palavras-chave

Eucalyptus globulus Labill
Eucalipto
Staphylococcus aureus
Escherichia coli
Testes de Sensibilidade a Antimicrobianos por Disco-Difusão

Como Citar

de Miranda, D. M., & Rocha, M. P. (2022). Avaliação da atividade antibacteriana do extrato etanólico de folhas e cascas de Eucalyptus globulus Labill. frente à Escherichia coli e Staphylococcus aureus. Brazilian Journal of Health and Pharmacy, 4(1), 27–38. Recuperado de https://revistacientifica.crfmg.emnuvens.com.br/crfmg/article/view/161

Resumo

A resistência bacteriana aos antimicrobianos disponíveis tem se tornado um grave problema de saúde pública em todo o mundo, pois além da diculdade no tratamento das doenças infecciosas, representa um grande ônus para o sistema público de saúde. O presente estudo visa avaliar a atividade antibacteriana dos extratos de folhas e cascas de Eucalyptus globulus Labill. frente à Escherichia coli e Staphylococcus aureus. Os extratos das folhas e cascas foram produzidos por maceração dinâmica com banho de ultrassom. A análise da atividade antibacteriana dos extratos foi realizada pelo método de disco difusão em Ágar Mueller-Hinton. Os resultados encontrados na análise dos dados do extrato etanólico demonstraram que Eucalyptus globulus apresenta atividade antibacteriana sobre Staphylococcus aureus, na concentração de 10 mg/mL, com diâmetros de halos de inibição de 10 mm e 9 mm, para folhas e cascas, respectivamente. Na análise dos dados para Escherichia coli, apenas o extrato etanólico das cascas de 10 mg/mL apresentou atividade antibacteriana, com halo de inibição de 18 mm. Os resultados obtidos neste trabalho demonstraram o potencial antimicrobiano dos extratos de folhas e cascas de Eucalyptus globulus e ampliam o espectro de ação biológica da espécie. Adicionalmente, contribui para o desenvolvimento de pesquisas futuras com o Eucalyptus globulus, como investigação detalhada da composição química e determinação da concentração inibitória mínima, visando investigar a ação antimicrobiana da espécie. Além disso, esse estudo contribui com a valorização de espécies vegetais da biodiversidade mineira.

PDF